Panini Portugal - Vingadores # 1

Esta quarta-feira, dia 5 de fevereiro, irá acontecer algo que não ocorria aos fãs portugueses de BD americana há alguns anos: regressam as publicações mensais de originais e em português do nosso Portugal. A Panini, com certeza movida pelo sucesso de publicações como as da Levoir e pelo maravilhoso ano que se avizinha no que respeita a filmes com personagens da Marvel, decidiu retomar  uma tradição que já não víamos há demasiado tempo. Existiam as brasileiras mas (vamos ser honestos) assim é capaz de ser melhor.

Na senda do que eu tinha feito para a colecção da Levoir, achei que podia ajudar os menos conhecedores ao re-publicar posts que escrevi no ano passado exactamente sobre o conteúdo de duas das revistas que vão ser publicadas: Vingadores e X-Men. Como esta semana vai ser publicado o primeiro número da mais importante equipa de heróis da Marvel, deixo-vos com as breves palavras da altura. Para a semana volto para falar dos X-Men e depois lá tenho que postar algo de novo sobre o Homem-Aranha Superior.

Avengers vol. 5 # 1 a 3 de Jonathan Hickman (escritor) e Jerome Opeña (desenhista)

Os Vingadores são hoje em dia um dos nomes mais reconhecíveis da biblioteca de personagens da editora americana de BD, a Marvel, tudo por culpa do excelente filme de Joss Whedon. Face a este acréscimo de fama, a Casa das Ideias optou por capitalizar no evento e reiniciou a revista deste grupo de super-heróis com uma nova equipa criativa e uma nova história. Desde 2004 que Brian Michael Bendis escrevia a História dos Vingadores, tendo terminado a “odisseia” nos últimos meses de 2012 e passado o testemunho a Jonathan Hickman, autor independente que já havia se destacado na Marvel com uma saga do Quarteto Fantástico. Esta passagem aparece no âmbito de uma reestruturação criativa chamada Marvel Now, ocorrida no seio de quase todos os personagens da editora, em que diversos autores basicamente trocam de camisa, ficando Bendis com os X-Men e Hickman com os Vingadores, apenas para citar alguns.

O estilo de Hickman dificilmente poderia ser mais diferente do de Bendis. Enquanto este último move-se na escala urbana, da rua, em que os personagens são o zé do dia-a-dia, os de Hickman movimentam-se no Teatro Universal, de deuses envolvidos em narrativas de ficção científica movidas a psicotrópicos. Bendis caracterizava-se pelos verbosos e demorados diálogos, pela descompressão narrativa, interessando-lhe mais a relação interpessoal dos vários personagens e as consequências dos eventos na vida e psique dos mesmos. Hickman narra óperas cósmicas em que os super-heróis assumem o seu papel maior que a vida, com diálogos grandiloquentes, situações titânicas, em que nada menos que o destino da Realidade, do Tempo e da Vida estão constantemente em jogo. Tudo são riscos à escala da Existência. Os Vingadores de Hickman são o exército de Deus.
Outras da características deste autor, que já havia demonstrado no seu Quarteto Fantástico, é tudo ser planeado ao pormenor. Sabemos que no final teremos uma epopeia cósmica finita a única. Por isso, preparem-se para a viagem, no sentido literal e metafórico do termo.
Hickman teve a inteligência (ou o mandato editorial) para começar estes quatro primeiros números da nova série com os mesmos Vingadores do filme: Homem de Ferro; Capitão América; Thor; Hulk; Gavião Arqueiro; Viúva Negra. Mas depressa aumenta a escala e, de um momento para o outro e face ao crescendo da ameaça, é convocado o restante exército. E ele é legião. Como se, para preparar uma guerra pela Existência, fossem necessários os melhores e mais eficazes soldados da paz. E são eles o Homem-Aranha, Wolverine, Mulher-Aranha, Capitão Universo, apenas para citar uns (muito) poucos.
A acompanhar Hickman nos quatro primeiros números estão os desenhos de Jerome Opeña (os números 1 a 3) e de Adam Kubert (no 4.º), veteranos da Marvel.



11 comentários:

Andre Vieira disse...

Já parece natal! Dps das grandes publicações da levoir aparece agora mensalmente mas apresentam dúvidas que não consegui fazer com que o poder da Internet me possa responder : 1- até que ponto consigo arranjar os comics? Será estilo devir? Conseguirem arranjar em qualquer livraria? Esta pergunta é de fácil resolução sendo que, pergunto a minha livraria mais perto amanhã. Só será os vingadores? Já li que homem aranha e x-Men terão publicações mas não encontrei nada oficial. Por fim o preço, será os 2.40€ que a panini apresenta no site das publicações pt-br? E edições especiais será um pouco mais caras? Se sim é um óptimo preço. São grandes notícias

SAM disse...

Olá, André e obrigado pelo comentário.

Vou tentar responder-te:

1) Presumo que estará disponível em bancas de jornais, tabacarias e, quem sabe, diversas livrarias como FNAC ou Bertrand;

2) O estilo das publicações, que não vi, presumo serão do das brasilerias que já saem regularmente. Não as compro mas são tb da Panini;

3) Sairão três revistas mensais a 3,5€: Vingadores com Avengers e New Avengers; X-Men com All new-X-men e Uncanny X-Men; Homem-Aranha Superior com Superior Spider-Man.

Adicionalmente, haverá uma especial todos os meses, mais cara (a chegar perto dos 10€), a reproduzir histórias avulsas. O primeiro incluíra a história do Homem-Aranha imediatamente antes da do Superior, e depois terá Uncanny Avengers, Captian America, Guardians od the Galaxy, etc.

Andre Vieira disse...

Muito obrigado! E já começo a pensar se devo comprar uma estante nova com a panini e levoir e a minha pequena "demanda" para colecionar Y the last man não há espaço que aguente!

Optimus Prime disse...

Pior é procurei em 10 ou 11 bancas e nada metade nem sabia o que isso era.Fnacs e Bertrands nada.Se continuar assim acaba antes de começar.

SAM disse...

Obrigado Optimus pelo comentário. Eu tb ainda não encontrei. Vamos ver se hoje consigo.

Andre Vieira disse...

Por aqui também nada, fui a papelaria que me tratou da colecção da levoir também não sabiam nada perguntei se podiam encomendar mas não sabiam se podem encomendar revistas... Ta difícil

SAM disse...

Acabei de comprar na FNAC do Chiado e já era o último exemplar. A minha tabacaria regular ainda não recebeu apesar de ter feito encomenda. Diz ser problema da Panini.

SAM disse...

Uma informação: existem ainda 4 exemplares na FNAC do Chiado, afinal. Apenas estão na secçao dos livros de BD.

SAM disse...

Já agora. Já li e é uma edição excelente, com impressão e papel de muita qualidade e com traduções bastante cuidadas. Parabéns à Panini.

Fábio disse...

Boa tarde! Descobri apenas hoje acerca desta maravilhosa prenda da Panini e estou convicto em comprá-la. Sabe se ainda vendem as edições anteriores? Ou se há em "grande quantidade"? Ah, e já agora, onde costuma comprar as BDs que lê? Desde já obrigado.

SAM disse...

Obrigado Fábio pelo comentário.

Não sei onde pode conseguir exemplares anteriores. Talvez pedindo á Panini ou ao retalhista?

Costume comprar num quiosque perto do largo do Carmo. Mas a FNAC do Chiado ou do Colombo também tem.